Consciência Negra: Resistência e Empoderamento

Projeto Idealizado e proposto pela professora de história: Silvia Vitorassi

Projeto Consciência Negra: Resistência e Empoderamento

No dia 20 de novembro celebra-se o Dia da consciência negra no Brasil e, a fim de proporcionar à comunidade escolar do Centro Educacional Universo a oportunidade de conhecer a situação da população negra na sociedade atual, a importância em combatermos o racismo e falarmos sobre a cultura afro em nosso país, durante todo esse mês de novembro serão trazidos ao cotidiano escolar atividades que promovam debates sensíveis ao tema proposto.

O projeto foi proposto pela Direção Pedagógica e estruturado / idealizado pela professora Silvia Vitorassi (História) com colaboração do professor Anderson Líbano (Capoeira) e do Bibliotecário José Neto, todos responsáveis por pensar nas temáticas das atividades, convidar palestrantes e grupos culturais, bem como sendo organizadores e também responsáveis pelas atividades propostas no projeto.

Atividades

As atividades englobarão palestras, exposições, oficinas, rodas de conversa, todas envolvendo a comunidade escolar do Universo.
Serão debates que priorizam palestrantes especialistas nas temáticas de fala e que podem contribuir muito para o aprofundamento da situação dos negros nos dias de hoje, além de permitir a valorização da cultura afro em nosso país, vista na maioria das vezes de forma depreciativa e racista, bem como permitir aos alunos e alunas um olhar aprofundado sobre temas importantes e sensíveis.

Objetivos

Promover debates - palestrantes convidados - a respeito das políticas públicas que envolvem a comunidade negra brasileira e até mundial: sistema de cotas, legislação, combate ao racismo, representatividade, etc.
Realizar atividades - contação de histórias, oficinas de artesanato, dança, música - a respeito da cultura afro na sociedade brasileira.
Realizar exposição pela escola, com personalidades negras em diferentes segmentos da sociedade brasileira e mundial.

 

CRONOGRAMA E INFORMAÇÕES GERAIS

 
 

Temática: VISIBILIDADE

 
 

DIA E  HORA 

 

   DESCRIÇÃO DA PALESTRA

 
         
  31/10/2018 às 10h45min   Palestra: Representatividade na Cultura Pop

Palestrante: Pedro Henrique Conti, Graduando em Letras Português pela UFSC. 
Objetivo: Explicar e exemplificar o herói negro dentro da literatura dos quadrinhos e do cinema, utilizando como base de definição heróica o trabalho de Vogler e, como elemento aproximador a representatividade, debatendo temas como reconhecimento de heróis negros, conceituação do herói, estereotipação do herói negro e história, situar heróis clássicos, Pantera Negra e a ruptura do padrão.
Local: Auditório do C.E.U.
 
         
  13/11/2018 às 10h45min   Palestra: Apropriação Cultural: O que é e onde está?

Palestrante:  Ana Júlia Pacheco, Mestra em História pela UFRGS e professora substituta (ACT) da prefeitura de Florianópolis. É Pesquisadora Associada ao Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade do Estado de Santa Catarina (NEAB/UDESC).
Objetivo: Apresentar e debater com os estudantes a temática acerca da “Apropriação Cultural”, abordando questões em torno da História da Cultura Africana e Afro-Brasileira e sua preservação, o uso e reprodução de símbolos culturais pela sociedade e a indústria, e as constantes práticas atuais de apropriação cultural e racismo que vem ganhando repercussão nas redes sociais e mídias eletrônicas. O objetivo é construir um olhar sensível sobre o uso sem reflexão de objetos e símbolos identificados com a cultura africana e afro-brasileira, levantando uma discussão sobre o que significa a apropriação cultural. 
Local: Auditório do C.E.U.
 
         
 

Temática: POLÍTICAS PÚBLICAS

 
 

DIA E  HORA

 

   DESCRIÇÃO DA PALESTRA

 
         
  14/11/2018 às 10h45min   Palestra: Política de Cotas Raciais​

Palestrante:  Sidnei Sutil, Professor de História e Mestrando em Ensino de História - ProfHistória / UDESC.
Objetivo: Buscar responder algumas questões a respeito da Política de Cotas Raciais no Brasil: o que são? Como funcionam? Por que existem cotas? Como surgiram as cotas no Brasil? Para responder tais questões faremos a análise do histórico de luta do movimento negro para a criação desta política como ação afirmativa.  Apresentaremos alguns conceitos importantes para a compreensão do tema, como desigualdade social, racismo, privilégio branco e branquitude.
Local: Auditório do C.E.U.
 
         
  07/11/2018 às 10h45min   Palestra: Lei 10.639/2003

Palestrante:   Isadora Nunes Tavares, Graduada em Direito pelo CESUSC, com ênfase em Direito Cível, Família e Trabalhista.
Objetivo:A lei 10.639 de 2003 alterou a Lei de Bases e Diretrizes escolares em seu artigo 23, incluindo como obrigatório o ensino de História da África e Afro-Brasileira. Quatorze anos se passaram desde a promulgação dessa Lei e o ensino dessa disciplina ainda depende da ação individual dos professores. É necessário entender o contexto social em que vivemos para entender a importância da aplicabilidade desta Lei e qual o seu propósito social. Uma das formas de erradicação do preconceito é justamente pelo viés da educação, contudo, é necessário avaliar se as práticas escolares concretizam ou não esse direito e se incentivam ou não o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitária.
Local: Auditório do C.E.U.
 
         
 

Temática: EXPRESSÃO CULTURAL (MODA)

 
 

DIA E  HORA

 

   DESCRIÇÃO DA PALESTRA

 
         
  09/11/2018 às 10h45min   Palestra: A identidade afro a partir da moda.

Palestrante:  Gabriela Camposo, Graduada em Moda pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.
Objetivo: A fala propõe a apresentação de forma didática e contemplativa, momentos na história de como a moda é um veículo facilitador no processo de construção da identidade negra. Com o intuito de combater um dos pilares do racismo, que é o apagamento identitário a fim de desumanizar o sujeito, atrelado a movimentos midiáticos e outras manifestações culturais e artísticas, a moda proporciona ao sujeito um caminho a ser percorrido na busca da sua identidade.
Local: Auditório do C.E.U.
 

 

Oficinas e apresentações culturais:


22 e 23/11 ► Apresentação de Capoeira
- 22/11 Educação Infantil, a partir das 18h.
- 23/11 Ensino Fundamental I, a partir das 19h30min

26/11 Giselle Marques - “O mundo de Oyá”
Contação de História sobre o livro “Mundo de Oyá”

26/11 ► Oficina de Capoeira/Maculelê
Apresentação e oficina  para os alunos do 6º ao 9º ano.
- 08h00 às 08h50 : 4º e 5º ano;
- 08h50 às 09h30 : 6º ano;
- 09h50 às 10h30 :  7º ano;
- 10h30min às 11h10min: 8º e 9º ano. 

A culinária afro com o 7º ano. 
Será realizada durante o mês e no horário do Recreio.

Atenciosamente, 
Equipe Pedagógica e Docente da Escola Universo.

 
Voltar